A Dr. Responde

Para fazer as melhores escolhas, informação é fundamental. Há tanto para se descobrir, tudo para viver e experiências marcantes que ainda vão acontecer. É normal termos milhares de dúvidas e ficarmos neuras e encanadas. Relax, miga! Pode contar com as doutoras mais maneiras da ginecologia, sexologia e psicologia para levar aquele papo cabeça. Mande sua pergunta e, se ela tiver a ver com o nosso movimento, a doutora responde aqui no site!

Perguntas

  • Quem é virgem pode tomar pílula anticoncepcional?

    Sim. O ideal é tomar a pílula pelo menos um mês antes da primeira vez, para não ter que se preocupar na hora. Mas, atenção! Nada de sair tomando qualquer pílula. Consulte um ginecologista para saber o contraceptivo mais adequado ao seu corpo e à sua saúde.

  • Pílula anticoncepcional engorda?

    Mito. Quando a pílula foi lançada, nos anos 60, sua fórmula continha muito mais hormônios do que hoje. De lá para cá, a tecnologia farmacêutica evoluiu e as composições atuais tem baixas doses hormonais e pouquíssimos efeitos colaterais. A pílula é um dos métodos contraceptivos preferidos pelas mulheres no mundo inteiro pela praticidade e facilidade de uso.

  • Pílula melhora o humor?

    Sim! Principalmente no período pré-menstrual, pois ela reduz os sintomas da TPM, deixando você mais relaxada e bem humorada. Além disso, a pílula regula o ciclo e ainda diminui o fluxo e a liberação de substâncias inflamatórias que causam a cólica.

  • As pílulas de baixa dosagem hormonal são menos eficazes?

    Mito. As pílulas evoluíram e, atualmente, as mais modernas têm alta eficácia com baixa dosagem de hormônios, o que reduz os desagradáveis efeitos colaterais como inchaço. O mito vem do fato de que, em alguns casos, é possível a menina ter um pequeno sangramento no meio do ciclo, enquanto está tomando a pílula. Pode ser devido ao esquecimento de um comprimido ou uma alteração do nível hormonal causado por estresse. De qualquer forma, se isso acontecer, converse com seu médico. E nunca interrompa a cartela sem consultá-lo.

  • Alguns remédios podem anular o efeito da pílula?

    Antibióticos e antidepressivos podem prejudicar a eficácia do anticoncepcional. Por isso, antes de começar a tomá-los, converse com seu médico sobre a pílula. E faça a dobradinha da pílula com a camisinha para garantir sua proteção em todos os sentidos.

  • E se eu quiser engravidar? Os anticoncepcionais podem interferir na fertilidade?

    Exceto a laqueadura e a vasectomia, os anticoncepcionais têm efeito só enquanto você os usa. Se desejar engravidar, converse com seu médico antes de suspender o contraceptivo. Dependendo do método, seu corpo pode demorar alguns meses para recuperar a fertilidade.

  • É verdade que quem está amamentando não engravida?

    Outro mito. Se não deseja engravidar novamente tão cedo, precisa usar um anticoncepcional. Entretanto, alguns não são recomendados durante a amamentação. Consulte seu médico e veja qual o mais indicado.

  • Na primeira vez já engravida?

    Na primeira vez, ou em qualquer outra, você corre o risco de engravidar se tiver relações em seu período fértil e sem usar um método anticoncepcional. O ideal é recorrer sempre à camisinha, pois além de evitar uma gravidez não planejada, ainda fica protegida contra as DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Não vacile! Mesmo aquele gatinho que parece um príncipe encantado pode estar contaminado com sífilis, gonorreia, AIDS ou hepatite B e nem saber.

  • Quantos dias antes da menstruação acontece a TPM?

    A TPM geralmente ocorre 10 dias antes da menstruação.

  • Se ele colocar a camisinha só na hora da ejaculação, mas tiver rolado um pouco sem, corro o risco de engravidar?

    Sim, você pode engravidar, pois antes da ejaculação costuma sair um pouquinho de líquido do pênis para lubrificar o canal. E esse líquido pode conter espermatozoides. Não se arrisque! Proteja-se e curta com segurança.

  • Receber sexo oral pode provocar infecção urinária na mulher?

    O pH da vagina é ácido, o da saliva é alcalino, o que pode favorecer o aparecimento de germes e bactérias e favorecer a infecção urinária. Para evitá-la, higienize-se com água e sabonete íntimo após a relação, reequilibrando o pH.

  • É verdade que quanto mais grosso, maior o prazer da mulher?

    Mais ou menos. Um pênis de maior diâmetro tende a massagear a parte interna do clitóris, um ponto altamente erógeno, que fica na parede da frente do canal vaginal e tem entre 9 e 11 cm para dentro. Entretanto, um órgão muito grande, pode causar dor e desconforto na mulher. O ideal é a compatibilidade sexual e a intimidade que leva a descobertas prazerosas.

  • Qual a diferença entre orgasmo clitoriano e vaginal?

    O prazer acontece em locais diferentes do corpo. Segundo estudos da Universidade Rutgers, em Nova Jersey, EUA, cada tipo de orgasmo faz um caminho diferente até o cérebro, pois é conduzido por nervos distintos. Sendo que o primeiro é mais localizado e externo e o vaginal, mais intenso. Mas, cada pessoa sente prazer de forma própria e isso tem muito a ver com os estímulos eróticos, desejo e a excitação do momento.

  • Toda mulher chega ao orgasmo?

    Sim. O orgasmo é consequência do desejo sexual, excitação e compatibilidade na cama. Mas antes de tudo, você precisa estar relaxada, curtir as preliminares e se deixar levar pelo clima.

  • É possível a mulher ejacular?

    Não há comprovação científica de que isso aconteça. O que pode ocorrer é a menina ficar muito excitada e as glândulas da vagina liberarem mais secreção lubrificante que o normal, ficando molhada demais. Outra possibilidade é depois de um orgasmo muito forte, a musculatura da bexiga relaxa demais e libera urina involuntariamente.

  • Masturbação causa espinhas?

    Não. Nem faz crescer pelo nas mãos ou deixa a pessoa maluca. O que acontece é que na adolescência, os hormônios estão a mil, aumentando o desejo sexual e, por ser uma fase de descobertas individuais, é muito comum meninos e meninas se masturbarem. Os mesmos hormônios alteram a oleosidade da pele, provocando o aparecimento das espinhas. A masturbação é um processo natural de consciência corporal e amadurecimento da sexualidade. Pode curtir sem culpa.

  • Meninas podem ter orgasmos múltiplos?

    Sim. A maioria tem apenas um por relação, mas há quem, se continuar sendo estimulada, tenha uma série deles. Um é bom, dois é ótimo e mais que três, melhor ainda. Experimente deixar rolar, sem pressão e descubra seu ritmo.

A Dra. responde